Se eu não estivesse longe

| terça-feira, 26 de outubro de 2010 | |
Já se passou da meia noite
Agora eu tenho a certeza que o dia é inteiramente seu
Apenas sonhe, hoje é o seu dia
Eu poderia escrever o seu nome no céu e dizer que ele é seu
Eu poderia fazer crianças sorrirem, guardar o sorriso delas e te entregar
Eu poderia fazer com as estrelas um caminho
Que te levasse para onde você conseguisse rir
Eu tenho certeza que a felicidade te acompanharia
Ela ama o seu sorriso
Eu poderia sussurrar para a noite te dar bons sonhos
E também para que os bons sonhos te dessem Boa Noite
Eu poderia brincar com a Lua e rezar a ela que te cobrisse com a inocência dela
Eu sei, ela se tornaria escura e sentiria frio
Mas eu posso guardá-la em meu coração enquanto você dorme, não se preocupe
Eu poderia chamar dezenove estrelas cadentes para darem as mãos e fazer do seu dia um pouco mais longo
Para que você sorrisse mais, sonhasse mais
E no fim, você poderia apagá-las e fazer das nuvens um doce para as suas palavras
Eu poderia pedir o vento que te abraçasse e fizesse cócegas em você
Também pedir ao Sol que tocasse carinhosamente em seus olhos
Dessa maneira eles nunca parariam de brilhar
Porque o mundo precisa dessa luz

Se eu respirasse perto de você, eu poderia fazer tudo isso
Mas como a distância é minha amiga
Tudo o que posso é te dedicar esses versos
Desse ninguém desconhecido que te admira

Se você sentiu rosas e um vermelho por esses versos
Setecentas e setenta e sete vezes sete desculpas eu te peço
Mas se você apenas as encontrou
Desculpe pela estranheza e não se preocupe
Eu as deixei cair enquanto escrevia
Elas pertencem a mim.

0 comentários:

Postar um comentário