Novos amigos inseparáveis

| sexta-feira, 29 de outubro de 2010 | |

Era tão real
Ao ponto de eu achar que estava ao seu lado
De me enganar, como se fôssemos os mais novos amigos inseparáveis
Eu surgi de um escuro silêncio
E no meio de uma confusão conhecida por mim
Naturalmente você estava lá, sem nenhuma razão aparente
Não me lembro, não sei se você me pegou pelo braço, me chamou
Eu lembro apenas de seus braços e os meus nos carregando
Minha presença respirando o mesmo ar que o seu
Nossos sorrisos eram filhos da mesma alegria
Ali parecia que poderíamos construir uma realidade em que eu e você viveríamos

Você me levou aonde parecia ser o seu lugar naquela confusão
Existia um pouco de você e alguns amigos
Era como se vocês fizessem parte do meu mundo
E fizeram, por mais mentiroso que tenha sido esse fechar dos olhos
Brincamos como se aquilo pudesse acontecer em qualquer dia do mês de Outubro
Eu falei aquilo que me veio à cabeça
E todos riram
E eu ri por estar perto de vocês

Então de uma maneira simples, eu me perdi em meio a um esquecimento
Quando voltei, você e nada do que me fez sorrir estavam lá
Tudo perdido.

0 comentários:

Postar um comentário