Na terceira vez

| quinta-feira, 28 de outubro de 2010 | |
Eu respirei duas vezes, na terceira já não sabia quem eu era
Eu sorri duas vezes, na terceira já era uma lágrima
Eu me olhei duas vezes, na terceira fiquei cego
Eu brilhei duas vezes, na terceira já não tinha luz
Eles me perguntaram duas vezes, na terceira já não tinha certeza
Eu rezei duas vezes, na terceira já não tinha fé
Meu coração bateu duas vezes, na terceira já não tinha sangue
Eu vivi duas vezes, na terceira morri
Eu tentei duas vezes, na terceira não tinha mais chance
Nem escolha.

0 comentários:

Postar um comentário