Dia inteiro

| quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 | |

















Se me perguntassem o que é a vida eu diria:

"A vida é como um dia inteiro
Que nasce, vive, morre e renasce
A manhã sorri como uma criança pronta para descobrir o mundo
Tirando e chamando as cores de algum lugar que nossos olhos não tocam
Para que juntas caminhem em um futuro incerto, mas esperado
A tarde, crescendo um pouco de cada vez, não sorri como antes
Ela simplesmente vem para nos avisar que essa é a última vez para percebermos o quanto
                                                                                           [nosso coração está escuro
Ela não nos entrega uma segunda chance
Se não olhou o bastante, olhe para cima, porque é a única luz que você terá agora
E a noite chega sem avisar, no mesmo silêncio dos nossos desejos
Ela é tão longa como é uma surpresa
Não sabemos se veremos estrelas, lua ou se ela jogará nuvens em nossos sonhos
Mas ela é sempre linda
Porque poucos sabem amá-la com o amor que ela merece
Poucos sabem como ver as cores pelas mãos
E enquanto estamos cegos, ela nos sussurra histórias fantásticas
E mesmo fantásticas, nós as sentimos tão reais
Por que elas não são reais?
E quando acordamos e vemos todas as cores, abraçamos a certeza
É real... Dentro de nós"

O que é o dia se não a vida?
Se nós não dormíssemos, o que seria o dia?
Um vida sem interrupções
Mas se nós não morrêssemos nesse curto tempo
Não sentiríamos seguros para acompanharmos a manhã.

0 comentários:

Postar um comentário