Pequenas horas eternas

| sábado, 26 de março de 2011 | |
Sussurrando para a noite que me guarda
Eu desejo que você não esteja chorando, nem se sinta sozinho
Nesse mundo que você precisou acordar
Nas mais escuras e pequenas horas eternas

Mas se dos seus olhos estiverem caindo pedaços de alma
Saiba que meu coração estará vazio
Para que ele ame a sua tristeza em meio as minhas confusões

E todas elas serão minhas brincadeiras
Minha maneira de te distrair quanto tudo o que você vê
São paredes tão incolores aos meus pensamentos
Mas muito reais para seus sonhos

Eu imagino as janelas que te impedem de voar
Os silêncios que você ouve ao se despedir das estrelas
Por mais que sua sombra não apareça como nas outras rosas
Eu sei que ela está dentro de você
Para que amanheça no horizonte que sinto em seu sorriso.

0 comentários:

Postar um comentário