Origem

| quinta-feira, 25 de novembro de 2010 | |
       Eu nunca vi um ser tão perfeito quanto você. Da sua alma se originou Deus e tudo se criou. Porque se Deus fosse perfeito, ele seria como você. Seus traços, seu corpo, parece ser a respiração dos anjos que ganhou vida. Qualquer paraíso, seja ele divino ou terreno, é apenas lembranças daqueles olhos que um dia te viram caminhando sobre o mundo. E toda bondade é o seu reflexo ao descansar olhando para as flores, essas que são pequenos pedaços dos desenhos que se espalham por você. Em algum dia de distração dos seus olhos, por um pedido não ouvido, o céu levou um pouco da noite que neles moravam. E ao devolver, lhe deu as estrelas para que elas nunca parecem de brilhar. Talvez essa seja a razão de eu me sentir seguro quando lembro de você. Porque sei que mesmo que o céu se apague, eu terei a estrela de seus olhos chamando a minha vida para continuar. As tristezas que formam o mar são apenas pesadelos seus que esqueceram de te encontrar. Mas saiba que até os pesadelos preferem a solidão para te admirar. Imaginando a sua voz, eu penso que seja como os pássaros que cantam depois de uma chuva. E o vento tentando procurar uma maneira de te prender, descobriu que a liberdade é sua amiga. Porque você voa e nisso os Homens te invejam. Eles desejam as suas asas e o que tenha o seu sabor, porque tudo em você os encanta, me encanta. Sua existência me entrega sonhos que juntos formam uma vida. Essa minha vida.

0 comentários:

Postar um comentário