E outras vidas

| sexta-feira, 19 de novembro de 2010 | |

















Pele colorida pela luz
Sorriso lembrado pelo esquecimento
Olhos claros não salvam pecadores
Cabelos fracos não são vistos no espelho
E você nunca vai ter nada disso para te condenar
Perfeição brilha em seus olhos

Rosto destruído pelo tempo
Respirar demais é a única escolha
Corpo sem nenhum sabor
Ele nunca precisou de muito para se tornar nada
E você nunca vai ter nada disso para te assombrar
Beleza brilha em seus olhos

Fantasias baratas escondem a vergonha
Todas sujas pelo sangue de outros
Desejos que rejeitam a falta
Que devoram a alma
Sonhar não torna o vão, sagrado
E você nunca vai ter nada disso para se importar
Realização brilha em seus olhos

Mente não cultivada em linha reta
Gostos afastados pelo que é habitual
Reações cegas no mundo dos que possuem olhos
Gestos denunciam o que é incerto
Voz alta para pensamentos baixos
E você nunca vai ter nada disso para te reprovar
Liberdade brilha em seus olhos.

0 comentários:

Postar um comentário