Nossas despedidas

| quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 | |
Eu tento te mostrar meu coração
E tudo o que eu consigo agarrar são esses medos
O que você vai pensar quando descobrir
Que por baixo desses versos existe o seu nome?
Como você vai me ver quando sentir
Que por baixo de seu nome estão os meus segredos?

Flores amarelas se tornam laranjas
Elas me encantaram como você
Se elas pudessem falar, acho que falariam o seu nome
Se elas pudessem gritar, acho que gritariam por você
Como agora, você não consegue ouvir
Mas tudo em mim grita por você

O que eu quero é apenas ser o seu amigo
Segurar sua mão quando a noite invadir os seus sonhos
Olhar em seus olhos sem ter nenhuma vergonha
Não consigo me imaginar respirando ao seu lado
Porque se isso acontecer, você verá que sou apenas mais um
Você verá que não sou o único

Quando você sorri e eu estou adormecido
Eu sangro pensando se você está sorrindo de verdade
Meus dias seriam perfeitos se eu descobrisse que por trás dessa ilusão
Você está gostando da minha distante companhia
Não se preocupe, eu estarei aqui quando as estrelas se apagarem

Quando estou sozinho, eu penso em dizer tantas coisas a você
Mas quando eu vejo sua imagem congelada diante de mim
Eu penso melhor e sei que tudo isso é muito pequeno para você
Você não está preparado para suportar minhas dores
Mas por favor, me traga suas lágrimas
Eu as farei vivas dentro de mim

Muitas vezes eu acho que me importo demais com você
E talvez eles nunca entendam
Admitir isso é admitir meu erro
E eu sei que nunca estarei em seu coração

Eu fecho meus olhos e o silêncio está aqui
Ele me diz o seu nome e tudo que eu peço é que te faça real
Depois que eu te vi, nunca fui o mesmo
Poucos segundos parecem a eternidade ouvindo você
Não quero te machucar
E eu desejo ter os seus segredos perto de mim
Nunca vou te magoar
Porque eu sei que você não quer os meus segredos
Apenas me diga e me faça rir
E eu quero fazer o mesmo por você
Mesmo que minha vida seja nada para você
Eu darei a vida por você
Minha vida pertence a você

Em todas as nossas despedidas, eu guardo o dia de amanhã
Uma nova razão para viver.

0 comentários:

Postar um comentário